segunda-feira, dezembro 11, 2006

Preservativos são grandes demais para indianos, diz pesquisa

Existe uma "falta de conhecimento" a respeito de tamanhos de preservativos


Uma pesquisa com mais de mil homens na Índia concluiu que preservativos fabricadas seguindo o padrão internacional de tamanho são grandes demais para a população local. O estudo descobriu que cerca de 60% dos homens da Índia têm pénis entre três e cinco centímetros mais curtos do que esse padrão.

A descoberta levou a um pedido para que preservativos menores sejam fabricadas para os homens indianos.

O estudo de dois anos foi realizado pelo Conselho Indiano de Pesquisa Médica.

Voluntários

Mais de 1,2 mil voluntários de todas as partes do país participaram da pesquisa. Além de medir com precisão milimétrica o pénis dos voluntários, os cientistas se preocuparam em analisar homens que representassem todas as classes e religiões da Índia, moradores de cidades e de áreas rurais. Chander Puri, especialista em saúde reprodutiva no Conselho Indiano de Pesquisa Médica, disse à BBC que existe a necessidade no país de preservativos com tamanho especial, pois a maioria dos que estão à venda actualmente são grandes demais. A questão é séria, pois o país tem mais contaminações por HIV do que qualquer outro país. Puri disse que, devido ao facto dos indianos se sentirem constrangidos para ir à farmácia e pedir preservativos menores, deveriam existir máquinas de venda de preservativos.

"Preservativos menores estão à venda na Índia. Mas existe a falta de conhecimento de que estes tamanhos estão disponíveis e existe a ansiedade em falar sobre esta questão. E, normalmente, uma pessoa sente vergonha em ir a uma farmácia e pedir um preservativo menor", afirmou. Mas, para o ex-editor da versão indiana da revista masculina Maxim, Sunil Mehra, os homens indianos não precisam se preocupar muito com os padrões internacionais.

"Não é o tamanho, é o que você faz que interessa", disse. "Da nossa população, temos provas de que os indianos estão indo muito bem", acrescentou.

OPINIÃO:

Palavras para quê?

Fonte:

Sem comentários:

Enviar um comentário