quarta-feira, outubro 29, 2008

Frase do dia

"O sorriso é uma linda tinta que bem usada pinta o quadro da vida."

(Autor: desconhecido)

Cartinha...

Bem… Aproxima-se a minha época preferida do ano todo! O Natal…
Para quem nãoa credita ou ainda não escreveu a cartinha ao tal senhor velho de barbas brancas, cá fica uma ajudinha…. (Dani obrigada pelo link!)

Santa Claus –
FIN-96930 Arctic Circle –
Rovaniemi –
Finlândia

http://www.santaclausoffice.fi


Numa época em que já raramente se escrevem cartas, cá fica a alternativa: podem sempre mandar um e-mail ao Pai Natal! :)

Eu já escrevi a minha cartinha… hehehe
Não se esqueçam de se portarem bem ok?

terça-feira, outubro 28, 2008

Ciranda de Pedra

Para quem pensava que a novela Ciranda de Pedra tinha sido retirada do ar por falta de audiências, enganem-se!
Anteriormente com o horário da tarde na SIC (17h senão me engano), agora passa às 4 horas da manhã!! Como se alguém fosse ver a novela a essas horas (in)decentes...
Só aquando de insónias como me aconteceu ontem... hehe
Sempre há a alternativa de ficar pela leitura do livro mesmo... Ou ver os vídeos do Youtube aos poucos...

segunda-feira, outubro 20, 2008

Frase

"O amor, como um rio, encontrará um novo caminho toda vez que encontrar um obstáculo."

(Crystal Middlenas)



Em resposta ao comentário do Rafeiro Perfumado:

E acaso o rio encontre uma barragem...
É muito fácil começar uma relação, o difícil é mantê-la!
É preciso regar bem e cuidar das plantas para poderem dar flores, assim como no Amor e numa relação, é preciso trabalhar bastante para que predure... Como as águas rápidas de um rio ou como uma calma barragem...




OPINIÃO:
O que é mais profundo que o Amor e a força da natureza? O Amor por si só é uma força da Natureza. Faz-nos crescer, ficar mais fortes, aprender, evoluir. Simplesmente viver.

Simplesmente... lindo!

Pena que não há cá...






PARTY COLLECTION

Fonte: http://www.amsale.com/

Em busca de uma vida mais saudável :)

Em busca de uma vida mais saudável, aderi ao aquafitness. Não que não fizesse exercício no meu dia-à-dia, mas isto inseriu-se de uma forma que quase nem dei por isso... Não tem custado mesmo nada.


Inicialmente nem sabia muito bem o que era "Aquafitness", pensava que era algo tipo hidroginástica mas num ritpo adequado a mulheres grávidas e pessoas menos jovens... Mas quando comecei as aulas sentia-me muito bem, mais leve.
Uma forma bem simples de explicar o que é a modalidade é: uma forma de fitness mas dentro de água, o que nem sempre faz com que seja mais fácil.


Com um "background" de atleta de alta competição (treinei andebol), soube bem voltar ao exercício com disciplina e com alguém que se preocupa e que puxa por nós, que nos incentiva e nos motiva. Para uma vida saudável... Surpreendeu-me o ritmo que as aulas podem atingir e as coisas que se consegue fazer dentro de água!


Com uma música bem ritmada como acompanhamento, quase nem se dá pelo esforço que se faz durante 1 hora!
Feeling alive again!
Imagem modelo





Cá fica uma amostra de um bocadinho de uma aula de aquafitness:



quinta-feira, outubro 09, 2008

Insólito

Um casal do Camboja levou à letra a ideia de dividir os bens após a separação. Para simplificar a burocracia de pôr fim a 40 anos de casamento, o casal serrou a casa ao meio, dividindo a habitação comum em duas partes.





Casal dividiu a casa... literalmente



foto The Phnom Penh Post

A radical decisão, presume-se, terá derivado de um ímpeto irreflectido, um arrebatamento de ocasião. Suposição assente na aparente futilidade do argumento que levou ao fim de 40 anos de união.
“A mulher disse que se o marido ficasse doente e permanecesse em casa, ela teria de pagar por isso, enquanto que se ele ficasse em casa dos pais dele mão teria de pagar. Por isso separaram-se”, disse Vorng Morn. Declarações do chefe da comuna de Cheach, na província de Prey Veng, onde reside o casal, pescadas do “The Phnom Penh Post”, um jornal cambojano de expressão inglesa.
“Tentámos persuadi-los a pensar com clareza”, disse o chefe de comunidade de Cheach, lembrando ao casal os 40 anos de vida conjunta. “Eles não nos ouviram”, lamentou. Além da casa, marido e mulher desavindos dividiram, ainda, a terra em quatro partes: um processo mais simples, por certo mais barato e menos moroso que o corte da casa em dois, para deixar uma parcela de terra para o filho, outra para a filha e uma ainda para cada ex-cônjuge.
Segundo o “The Phnom Penh Post”, o processo de divórcio no Camboja tornou-se penosamente burocrático, moroso e oneroso. Um advogado da organização de Apoio Legal a Mulheres e Crianças cambojana Prak Phin disse que a divisão da propriedade, ainda que literalmente, é legal. O que não significa que estejam divorciados só porque pegaram no camartelo e numa fita métrica, aduziu.



Fonte: http://jn.sapo.pt/