sábado, março 25, 2006

Opinião de uma consumidora lesada...


Olá!

Venho aqui deixar patente a minha indignação!

E que sirva de exemplo a outros possíveis clientes da ACER, pois parece-me a mim que, hoje em dia, fazem os computadores a pontapé!

Comprei um computador portátil ACER, o qual só me deu dores de cabeça. Anda num “vai e vem”, de reparação em reparação e, não há mais problema que não lhe tenha sido “diagnosticado”!
Comprei-o em Braga (Chip 7) em Setembro de 2003 e a lamentável prestação da ACER só me tem dado desalento.

O computador já foi a arranjar inúmeras vezes a cargo da Chip 7 e da Tecnidata e, desta última vez achei coerente encaminhar o caso para a DECO. Fiz queixa e parece que funcionou, pois apressaram o arranjo do aparelho, arranjos estes que parece que fazem “à pistola”.

Dia 9 de Janeiro recebi a primeira carta da DECO, em que informava o estabelecimento de contacto com a Chip 7. O caso prosseguiu e aguardei por melhores notícias. Dia 14 de Fevereiro a DECO deu-me a conhecer os progressos desenvolvidos. O Jurista Luís Pisco (DECO), enviou-me uma cópia do fax enviado à Chip 7 (em anexo).

Este mês foi detectada outra anomalia: o gravador de CD’s não funciona! Ainda dentro da garantia, desta vez não vou autorizar a reparação (seguindo o conselho do jurista da DECO) e, vou reinvindicar os meus direitos: vou pedir um outro PC ou o valor do mesmo, embora sem muitas esperanças. A ver no que dá...

Ontem, para além de fazer queixa no Instituto do Consumidor (www.ic.pt), mandei um e-mail a comunicar à ACER e à DECO que não autorizava nova reparação. Responderam-me prontamente da ACER:

“Cara Cliente Conforme exposto informamos que quando um equipamento volta da reparação as peças que foram trocadas tem 3 meses de garantia mesmo que o equipamento se encontre fora de garantia, que é o caso, mas somente as peças. O equipamento se encontra fora de garantia, estando as peças trocadas da última vez em garantia, por isso o equipamento pode somente ser reparado e não trocado. Atentamente Acer Suporte Técnico”


Ora, só não pecebo como a DECO diz que tenho direito de fazer valer as minhas exigências, pedindo um novo PC, já que os arranjos têm sido infrutíferos e, a ACER (muito a seu interesse) diz que não está na garantia e que não trocam equipamentos. E, quanto à garantia, segundo a DECO, garantia é 2 anos + o tempo em que o aperelho esteve a arranjar, ou seja, largos 8 meses no mínimo. Para bom entendedor, a garantia prolongou-se por, pelo menos, mais 8 meses.
Acho inadmíssivel que neste país se trabalhe assim: ao jogo do empurra onde ninguém assume responsabilidades. Uma empresa de renome internacional como pode tratar assim os seus clientes, que são o seu verdadeiro “ganha-pão”! Muito pouco profissionais. E, apesar da pouca idade(24 anos) eu não me deixo enganar tão facilmente.

Mais respeito pelo consumidor!





PS: Dada a situação, fiz uma pesquisa no google (ACER) e, deparei-me com blogs, foruns e afins só com queixas e desabafos de consumidores indignados com os serviços da empresa em questão.

http://techzonept.com/showthread.php?t=58486&page=2

http://www.quejasonline.com/empresa.php?idempresa=110

http://techzonept.com/showthread.php?p=938767#post938767



Opinião:
MORAL DA HISTÓRIA: MARCA QUE NÃO DÁ ASSISTÊNCIA, ABRE ESPAÇO PARA A CONCORRÊNCIA!

sábado, março 04, 2006

Home

"Another summer day
Has come and gone away
In Paris and Rome
But I wanna go home

Maybe surrounded by
A million people I
Still feel all alone
I just wanna go home
I miss you, you know

And I've been keeping all the letters that I wrote to you
In each one a line or two
"I'm fine baby, how are you?"
Well I would send them but I know that it's just not enough
My words were cold and flat
And you deserve more than that

Another aeroplane
Another sunny place
I'm lucky I know
But I wanna go home
I've got to go home

Let me go home
I'm just too far
From where you are
I wanna come home

And I feel just like I'm living someone else's life
It's like I just stepped outside
When everything was going right
And I know just why you could not
Come along with me
But this was not your dream
But you always believed in me

Another winter day has come
and gone away
And in Paris and Rome
And I wanna go home
Let me go home

And I'm surrounded by
A million people
I Still feel alone
Let me go home
Oh, I miss you, you know

Let me go home
I've had my run
Baby, I'm done
I gotta go home

Let me go home
It all will be alright
I'll be home tonight
I'm coming back home."

by Michael Bublé, David Foster, Bill Ross

Opinião:

Como já devem ter reparado, é mais habitual verem publicados neste blog textos meus mas, desta vez, não resisiti...
Esta é a letra da canção "Home" do fantástico compositor e cantor Michael Bublé. Na minha opinião, é uma das mais belas canções de sempre... Este facto foi suficiente para publicar a letra desta canção. Espero que gostem! A música podem encontrar no site oficial.

http://www.michaelbuble.com/

sexta-feira, março 03, 2006

Como tudo começou...

Num Mundo que eu esforço-me por compreender, existem ventos de destino que sopram quando menos os esperamos. Por vezes, sopram com a violência de um furacão, outras vezes mal os sentimos no rosto. Por vezes são tão intensos ou tão suaves... Mas os ventos não podem ser negados, trazendo, como trazem muitas vezes, um futuro impossível de ignorar. Assim como um rio não pode correr para trás (como já ouvi algures), a vida, nem mesmo o destino pode inverter o seu curso. E, tu, és o vento que eu encontrei e que veio de encontro a mim, sem eu própria dar por isso.
Passou-se uma semana desde que te vi pela última vez... O tempo parece não querer passar... Como se quisesse emoldurar para sempre na parede das nossas recordações os momentos por nós vividos. E eu... Continuo simplesmente ao sabor da corrente, assim como, os barcos que vejo navegarem neste mar imenso, o mesmo onde passámos o primeiro dia juntos...
Barcos, esses, que continuam a ter uma rota a cumprir, um rumo a seguir e um porto a atracar, mas não sabem bem quando lá chegarão. Assim como eu...
Dou comigo a procurar o teu rosto no meio das multidões, mas em vão. Sei que parece absurdo, mas é algo que não consigo conter... Escrevi isto em Abril de 2000, após ter conhecido alguém muito especial... Nunca acabei de escrever isto por não saber como iria acabar. Hoje, sei que valeu a pena investir no Amor e por ter conhecido alguém tão especial!

Não deixem a Felicidade passar-vos ao lado e lutem por aquilo que acreditam e acham que vale a pena lutar!

Sejam Felizes!

A Felicidade são as pequenas coisas da vida

A vida vai-nos apresentando opções, ao longo da nossa existência, colocando à nossa frente desafios, obstáculos e porvações. E, somos nós que decidimos o caminho a tomar. Mesmo que, muitas vezes, não se esteja preparado para fazer a escolha acertada, naquele dado momento e, nem sempre se tenha outra oportunidade.

Ás vezes as soluções para as nossas inquietações estão mesmo debaixo do nosso nariz e nem as vemos! Cabe-nos a nós não deixar a Felicidade escapar-se pelos nossos dedos. É uma escolha nossa, não deixar as pequenas coisas que constituem a verdadeira Felicidade, nos passem ao lado!

Por isso: olhos bem ABERTOS!!

Não deixem de dar importância às pequenas coisas da Vida, pois são esses pequenos grandes nadas que fazem a nossa Felicidade!